Platform Engineering – Nunca mais DevOps e SRE?!

Jaime Nagase
2 min readMar 24, 2024

Platform Engineering nasceu como uma solução para a complexidade crescente que as empresas enfrentam em seus ambientes tecnológicos. À medida que o desenvolvimento ágil, a computação em nuvem e a infraestrutura como código se tornaram mais prevalentes, as organizações viram a necessidade de criar um setor dedicado a construir e manter plataformas capazes de apoiar ciclos de desenvolvimento ágeis e eficazes.

Essa área traz inúmeros benefícios, como a padronização dos ambientes de desenvolvimento, a automação de tarefas repetitivas, aprimoramento da segurança, aumento de desempenho e uma utilização mais eficiente dos recursos. Funcionando como uma ponte entre os times de desenvolvimento e operações, o Platform Engineering assegura que toda a infraestrutura e ferramentas necessárias estejam prontas e ajustadas para facilitar o desenvolvimento e a entrega de softwares.

Mas depois de introduzir esse conceito é comum surgir essas perguntas:

  • Agora não preciso mais de DevOps, Certo?
  • O Time de SRE que monta essa plataforma, neh não ?
  • Com a plataforma pronta, só preciso dos times de desenvolvimento usando ela?

Antes de responder aqui você vê abaixo as atribuições de cada time e suas interseções:

Partindo da imagem acima, vemos que existe uma interação entre DevOps e Site Reliability Engineering (SRE) de forma compartilhada afim de aperfeiçoar a eficiência operacional e a confiabilidade dos sistemas. O DevOps se empenha na integração e entrega contínua, fomentando a colaboração entre os times de desenvolvimento e operações, enquanto o SRE dedica-se a manter a infraestrutura de serviços sempre disponível e segura. O Platform Engineering enriquece esses campos ao prover a base tecnológica essencial para a automação e escalabilidade, facilitando a adoção das práticas de DevOps e SRE.

Essas três áreas se beneficiam mutuamente por meio do compartilhamento de práticas e colaboração. O Platform Engineering fornece ferramentas e plataformas que simplificam a automação para o DevOps, enquanto o SRE assegura a estabilidade e confiabilidade da infraestrutura que sustenta essas plataformas.

No ambiente das squads de TI, o Platform Engineering frequentemente atua como um fornecedor de serviços interno, dando suporte a diversas equipes de desenvolvimento e operações. Além disso, pode assumir um papel centralizado, estabelecendo padrões e práticas recomendadas para toda a organização. O DevOps e o SRE, por outro lado, são integrados às squads de desenvolvimento, colaborando estreitamente com os desenvolvedores para aprimorar o ciclo de vida do desenvolvimento e assegurar a qualidade e confiabilidade dos serviços entregues.

Afinal as 3 áreas coexistem e trabalham juntas, mas DevOps e SRE usam a plataforma como um facilitador de suas vidas! E o time de Plataforma acaba sendo um time de desenvolvimento que trata sua plataforma como um produto interno que deve ser usado pelos outros times, sendo esses usuários finais da plataforma!

--

--